Art. 58 - Duração normal do trabalho

Art. 58 - A duração normal do trabalho, para os empregados em qualquer atividade privada, não excederá de 8 (oito) horas diárias, desde que não seja fixado expressamente outro limite.

§ 1º Não serão descontadas nem computadas como jornada extraordinária as variações de horário no registro de ponto não excedentes de cinco minutos, observado o limite máximo de dez minutos diários. (Parágrafo incluído pela Lei nº 10.243, de 19.6.2001)

§ 2º O tempo despendido pelo empregado até o local de trabalho e para o seu retorno, por qualquer meio de transporte, não será computado na jornada de trabalho, salvo quando, tratando-se de local de difícil acesso ou não servido por transporte público, o empregador fornecer a condução. (Parágrafo incluído pela Lei nº 10.243, de 19.6.2001)

§ 3º Poderão ser fixados, para as microempresas e empresas de pequeno porte, por meio de acordo ou convenção coletiva, em caso de transporte fornecido pelo empregador, em local de difícil acesso ou não servido por transporte público, o tempo médio despendido pelo empregado, bem como a forma e a natureza da remuneração. (Incluído pela Lei Complementar nº 123, de 2006)

==============================================
LEGISLAÇÃO VINCULADA:
- Art. 7º, XIII e XIV da CF/88

==============================================
JURISPRUDÊNCIA VINCULADA:
- Súmula nº 320 do TST
- Súmula nº 366 do TST
- Súmula nº 370 do TST
- Súmula nº 429 do TST
- OJ nº 275 da SDI-1 do TST
- OJ nº 360 da SDI-1 do TST
- OJ nº 372 da SDI-1 do TST
- OJ nº 392 da SDI-1 do TST
- OJ nº 397 da SDI-1 do TST
- OJ nº 403 da SDI-1 do TST

30 comentários:

  1. Prezado Dr. José Cairo, bom dia!
    Gostaria de obter o seguinte esclarecimento: o empregado ingressa no serviço 8 minutos antes da hora programada. Ao sair, bate o cartão 4 minutos após o horário previsto. Pergunto então: o fato de ter ultrapassado os 5min do art. CLT apenas em um dos extremos, gera o dever de remunerar como extra somente os 6 minutos, ou também os outros 4, já que o total excedente foi de 12min.
    Att,
    Nilson.

    ResponderExcluir
  2. Qual a carga horária correta para mini-mercado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mesma das demais categorias: 44 horas por semana.

      Excluir
  3. Empregado trabalhou, com registro efetuado em ponto, durante 10 meses em horário de 5:40 diárias de segunda a sábado. A partir do 11º mês aumentou-se 1 hora em sua carga horária sem acréscimo salarial. Deveria o empregador, no caso citado, ter acrescido no valor salarial o valor correspondente à 1 hora acrescida?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, pois a carga horária contratual dele era de apenas 5:40 horas por dia.

      Excluir
    2. O que é necessário para que sejam ressarcidas estas horas passados já 2 anos de trabalho posterior à esta alteração indevida?

      Excluir
    3. Ingressar com uma ação na Justiça. Se o contrato ainda está em vigor, o prazo é de 5 anos.

      Excluir
    4. Se no contrato de trabalho prevê 40 horas semanais e permite à empresa mudar o horário de trabalho do empregado?

      Excluir
    5. Essa mudança tem que ser estudada caso a caso. Se a alteração gerar prejuízo para o empregado, ela não será considerada legal.

      Excluir
  4. O empregado tem 10 minutos de tolerância após o horario de trabalho. Se ele chega quase todos os dias atrasado 2,4,6 minutos, eu não posso descontar por que esta dentro da tolerância. Como proceder? qual a punição que posso aplicar ao funcionario?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade não são 10, mas sim 5 minutos no início e 5 minutos no final da jornada. Mas isso é pra efeito de contagem de horas extras. O empregado que sempre chega atrasado 5 minutos pode ser advertido, suspenso e despedido sem justa causa se esse atraso for frequente.

      Excluir
  5. bem queria saber o seguinte eu trabalho em uma pré escola entro as 915 com uma hora e quinze de almoço saiu as 6:30 em uma das reunião minha patroa disse que iriamos ter mais quinze minutos de intervalo .só que não estou realizando esses quinze minutos falei com ela.e ela disse que não ia contar como hora extra .e agora esses quinze minutos de intervalo conta ou não conta como horas extras ???? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está saindo mais tarde? Se estiver, é hora extra. Caso contrário, não tem hora extra.

      Excluir
  6. Sou fiscal de cx num mercado, trabalho de terça a sábado de 7:30 as 18:00 e domingo até 12:00, a quanto tempo de intervalo para descanso tenho direito, para assim completar as 44:00 hrs semanais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Basta calcular o numero diária de horas efetivamente trabalhadas.

      Excluir
  7. Boa noite

    gostaria de saber se esta regra serve tambem para o horario de almoço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é obrigatório registrar o ponto no horário de almoço.

      Excluir
  8. Oi boa noite sou mensalista trabalho das 17:45 ás 3:30, quase sempre vou até as 5:00 da manha e nao recebo horas extra, a empresa deu uma descupa dizendo que é cargo de confiança´existe algum creiterio pra essa atitude da empresa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não teria direito a horas extras somente no caso de você ser o gerente geral e ter poder e mando e gestão. Caso contrário, não.

      Excluir
  9. Sou funcionário da ECT, devo trabalhar em uma unidade fora de minha lotação, apesar de próxima de minha cidade, o ônibus sai às 6 da manhã, chegando por volta das 06:35 na cidade. Meu horário se inicia às 08:00 hs e vai até ãs 12 horas, após 13:30 até às 17:30, o ônibus retorna com saída 18:15 e chega 19:00 horas em minha cidade de lotaçao, portanto eu ficaria 13 horas à disposição da empresa, ou 11:30 considerando o horário de almoço. Faz jus a horas extras, caso não ganhe diária?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tempo de deslocamento, nas condições narradas por você, não integrará a jornada de trabalho.

      Excluir
  10. Sou Tec.Seg. Trabalho e cumpro 44h semanais. Porém, o item 4.8 da NR4 diz: "O técnico de segurança do trabalho e o auxiliar de enfermagem do trabalho deverão dedicar 8 (oito) horas por dia para as atividades dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, de acordo com o estabelecido no Quadro II, anexo."
    De acordo com a NR4,minha carga horaria deveria ser 40h semanais ou não? Como exigir isso da empresa?
    No aguardo!
    Thais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thais. Esse dispostivo citado por você não fixa a carga horária do Técnico em Segurança do Trabalho. Mesmo porque esse não é o objetivo das normas regulamentadoras expedidas pelo MTE.

      Excluir
  11. Olá, trabalho num projeto de assistência social e atualmente trabalhamos 8 horas diárias com o intervalo de uma hora para almoço perfazendo o total de 40 horas/semanais. A atual diretoria está querendo rever a carga horária alegando que o correto são 44 horas semanais. Isso está correto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não está correto, pois esse jornada de trabalho jà incorporou ao contrato de trabalho. Seria uma alteração ilícita do contrato de trabalho.

      Excluir
  12. Bom dia, trabalho em uma empresa de ônibus na parte administrativa. Cumprimos todos os dias de seg a sexta carga horária de 9 hrs (de 08:00 as 18:00 hrs) com 1 hora de almoço. A dúvida é: Instituíram bater o ponto 12 min antes as 08 e 12 min antes das 18 hrs. Pra que não haja hora extra. Está correto? Outra dúvida, não encontrei na CLT falando de 220 horas mensais (Que pelo meu entendimento são 176 hrs trabalhadas e 44 hrs que são dividas no descanso) Em todo caso terão que ser cumpridas 44 hrs semanais, certo? Essas 220 hrs mensais são somente para fins de cálculo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Simone,
      O horário do controle de ponto deve ser idêntico ao horário trabalhado. Se a empresa quer isso, está correto. Caso contrário, não.
      A jornada de trabalho de 220 horas já inclui os dias não trabalhados, como domingos e feriados. Obtem-se dividindo 44 horas semais por seis dias da semana, 7;20 minutos, e multiplica por 30 = 220.

      Excluir
  13. José essas 7:20 na nossa convenção só cita essa redução para cobradores e motoristas. Tmb é válida para a parte administrativa da empresa? Quando você diz "Se a empresa quer isso", quer dizer não pagar hr extra? Eu li algo sobre tolerância de 10 min, 5 antes e 5 depois, pode me explicar melhor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade não é redução, se você considerar que seis dias de trabalho a 7:20 totalizam 44 horas. Então pode ser aplicada a qualquer trabalhador, independente de convenção coletiva. Se a empresa manda vc bater o ponto e continuar trabalhando, tem que pagar hora extra. Mas se ela manda vc bater o ponto e ir embora, não tem hora extra.
      Esses são limites de tolerância que não geram horas extras (5 minutos).

      Excluir

Antes de fazer sua pergunta, verifique se já não respondida nos demais comentários.