Art. 70 - Trabalho nos feriados

Art. 70 - Salvo o disposto nos artigos 68 e 69, é vedado o trabalho em dias feriados nacionais e feriados religiosos, nos têrmos da legislação própria. (Redação dada pelo Decreto-lei nº 229, de 28.2.1967)

===============================================
NOSSOS COMENTÁRIOS:

São sete os feriados nacionais, segundo a Lei nº 10.607, de 19 de dezembro de 2002: 1º de janeiro, 21 de abril, 1º de maio, 7 de setembro, 2 de novembro, 15 de novembro e 25 de dezembro.

A Lei nº 662, de 6.04.1949, declara como feriados nacionais os dias 1º de janeiro, 1º de maio, 7 de setembro, 15 de novembro e 25 de dezembro. 

Já a Lei nº 6.802, de 30.06.80, declara feriado nacional o dia 12 de outubro, consagrado à Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil.

Por fim, o Decreto nº 27.048, de 12.08.1949, limita em quatro o número de feriados religiosos por ano, incluindo a sexta-feira da Paixão, desde que declarados por lei municipal.

==============================================
LEGISLAÇÃO RELACIONADA


Lei nº 605/49

Art. 8º Excetuados os casos em que a execução do serviço for imposta pelas exigências técnicas das empresas, é vedado o trabalho em dias feriados, civis e religiosos, garantida, entratanto, aos empregados a remuneração respectiva, observados os dispositivos dos artigos 6º e 7º desta lei.

Art. 9º Nas atividades em que não for possível, em virtude das exigências técnicas das empresas, a suspensão do trabalho, nos dias feriados civis e religiosos, a remuneração será paga em dobro, salvo se o empregador determinar outro dia de folga.

Art. 10. Na verificação das exigências técnicas a que se referem os artigos anteriores, ter-se-ão em vista as de ordem econômica, permanentes ou ocasionais, bem como as peculiaridades locais.

Decreto nº 27.048, que regulamenta a lei acima mencionada. 
As empresas que desenvolvam as seguintes atividades encontram-se autorizadas permanentemente a funcionar nos feriados. Nesse caso, o empregado também fica obrigado a comparecer nesse dia se assim for escalado pela empresa

I - INDÚSTRIA 
 
        1) Laticínios (excluídos os serviços de escritório).
        2) Frio industrial, fabricação e distribuição de gêlo (excluídos os serviços de escritório).
        3) Purificação e distribuição de água (usinas e filtros) (excluídos os serviços de escritório).
        4) Produção e distribuição de energia elétrica (excluídos os serviços de escritório).
        5) Produção e distribuição de gás (excluídos os serviços de escritório).
        6) Serviços de esgotos (excluídos os serviços de escritório).
        7) Confecção de coroas de flores naturais.
        8) Pastelaria, confeitaria e panificação em geral.
        9) Indústria do malte (excluídos os serviços de escritório).
        10) Indústria do cobre electrolítico, de ferro (metalúrgica) e do vidro (excluídos os serviços de escritório).
        11) Turmas de emergência nas emprêsas industriais, instaladoras e conservadoras de elevadores e cabos aéreos.
        12) Trabalhos em cortumes (excluídos os serviços de escritório).
        13) Alimentação de animais destinados à realização de pesquisas para preparo de sôro e outros produtos farmacêuticos.
        14) Fundição e siderurgia (fornos acesos permanentemente (excluídos os serviços de escritório).
        14) Siderurgia, fundição, forjaria, usinagem (fornos acesos permanente) - (exclusive pessoal de escritório) (Redação dada pelo Decreto nº 60.591, de 1967)
        15) Lubrificação e reparos do aparelhamento industrial (turma de emergência).
        16) Indústria moajeira (excluídas os serviços escritório).
        17) Usinas de açúcar e de álcool (com exclusão de oficinas e escritórios).
        18) Indústria do papel de imprensa (excluídos os serviços de escritórios).
        19) Indústria de vidro (excluído o serviço de escritório).
        20) Indústria de cimento em geral, excluídos os serviços de escritório. (Incluído pelo Decreto nº 29.553, de 1951)
        21) Indústria do refino do petróleo. (Incluído pelo Decreto nº 61.146, de 1967)
        22) Comércio varejista em geral. (Incluído pelo Decreto nº 91.100, de 1983)
        23)  Indústria Petroquímica, excluídos os serviços de escritório. (Incluído pelo Decreto nº 94.709, de 1987)

II - COMÉRCIO
        1) Varejistas de peixe.
        2) Varejistas de carnes frescas e caça.
        3) Venda de pão e biscoitos.
        4) Varejistas de frutas e verduras.
        5) Varejistas de aves e ovos.
        6) Varejistas de produtos farmacêuticos (farmácias, inclusive manipulação de receituário).
        7) Flores e coroas.
        8) Barbearias (quando funcionando em recinto fechado ou fazendo parte do complexo do estabelecimento ou atividade, mediante acôrdo expresso com os empregados).
        9) Entrepostos de combustíveis, lubrificantes e acessórios para automóveis (postos de gasolina).
        10) Locadores de bicicletas e similares.
        11) Hotéis e similares (restaurantes, pensões, bares, cafés, confeitarias, leiterias, sorveterias e bombonerias).
        12) Hospitais, clínicas, casas de saúde e ambulatórios.
        13) Casas de diversões (inclusive estabelecimentos esportivos em que o ingresso seja pago).
        14) Limpeza e alimentação de animais em estabelecimentos de avicultura.
        15) Feiras-livres e mercados, inclusive os transportes inerentes aos mesmos.
        16) Porteiros e cabineiros de edifícios residenciais.
        17) Serviços de propaganda dominical.
        18) Comércio de artigos regionais nas estâncias hidrominerais. (Incluído pelo Decreto nº 88.341, de 1983)
        19) Comércio em portos, aeroportos, estradas, estações rodoviárias e ferroviárias. (Incluído pelo Decreto nº 94.591, de 1987)
21) Agências de turismo, locadoras de veículos e embarcações. (Incluído pelo Decreto nº 94.591, de 1987)
22) Comércio em postos de combustíveis. (Incluído pelo Decreto nº 94.591, de 1987)
23) Comércio em feiras e exposições.(Incluído pelo Decreto nº 94.591, de 1987)
III - TRANSPORTES
        1) Serviços portuários.
        2) Navegação (inclusive escritório, unicamente para atender a serviço de navios).
        3) Trânsito marítimo de passageiros (exceto de escritório).
        4) Serviço propriamente de transportes (excluídos os transportes de carga urbanos e os escritórios e oficinas, salvo as de emergência).
        5) Serviço de transportes aéreos (excluídos os departamentos não ligados diretamente ao tráfego aéreo).
        6) Transporte interestadual (rodoviário), inclusive limpeza e lubrificação dos veículos.
        7) Transporte de passageiros por elevadores e cabos aéreos.
IV - COMUNICAÇÕES E PUBLICIDADE
        1) Emprêsa de comunicação telegráficas, radiotelegráficas e telefônicas (excluídos os serviços de escritório e oficinas, salvos as emergência).
        2) Emprêsa radiodifusão (excluíndos escritório).
        3) Distribuidores e vendedores de jornais e revistas (bancas e ambulantes).
        4) Anúncios em bondes e outros veículos (turma de emergência).
V – EDUCAÇÃO E CULTURA
        1) Estabelecimentos de ensino (enternatos, excluídos os seviços de escritõrio e magistério).
        2) Emprêsas teatrais (excluídos os serviços de escritório).
        3) Biblioteca (excluídos os serviços de escritório).
        4) Museu (excluídos de serviços de escritório)
        5) Emprêsas exibidoras cinematográficas (excluídos de serviços de escritório)
        6) Emprêsa de orquestras
        7) Cultura física (excluídos de serviços de escritório)
        8) Instituições de culto religioso.
VI - SERVIÇOS FUNERÁRIOS
        1) Estabelecimentos e entidades que executem serviços funerários.
VII - AGRICULTURA E PECUÁRIA
        1) Limpeza e alimentação de animais em propriedades agropecuárias.
        2) Execução de serviços especificados nos itens anteriores desta relação.
        3) colheita, beneficiamento, lavagem e transporte de hortaliças, legumes e frutas. (Incluído pelo Decreto nº 7.421, de 2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça sua pergunta aqui.