Art. 467 da CLT - Multa sobre verbas incontroversas

Art. 467. Em caso de rescisão de contrato de trabalho, havendo controvérsia sobre o montante das verbas rescisórias, o empregador é obrigado a pagar ao trabalhador, à data do comparecimento à Justiça do Trabalho, a parte incontroversa dessas verbas, sob pena de pagá-las acrescidas de cinqüenta por cento". (Redação dada pela Lei nº 10.272, de 5.9.2001)

Parágrafo único. O disposto no caput não se aplica à União, aos Estados, ao Distrito Federal, aos Municípios e as suas autarquias e fundações públicas. (Incluído pela Medida provisória nº 2.180-35, de 2001)
========================================
JURISPRUDÊNCIA RELACIONADA

Súmula nº 69 do TST
Súmula nº 388 do TST

4 comentários:

  1. Trabalho em uma indústria de salgados congelados e quando querem demitir um funcionário, para não pagar as verbas recisorias fazem pressão pro funcionário pedir as contas, isso é correto...como posso reverter essa situação ,,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se isso acontecer, você pode pedir a rescisão indireta do contrato de trabalho que equivale a uma despedida sem justa causa para efeitos financeiros.

      Excluir
  2. De quem é a obrigação de demonstrar qual é o valor incontroverso? O que acontece caso o Reclamante peça apuração do art. 467 sem no entanto demonstrar que tem valores à receber?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há essa possibilidade, pois só há valor incontroverso quando AMBAS as partes concordam nesse aspecto.

      Excluir

Antes de fazer sua pergunta, verifique se já não respondida nos demais comentários.